Humanidade já está vivendo de “crédito ecológico”

RETIRADO DO site Carta Maior

-x-x-x-x-x-x-

Humanidade já está vivendo de “crédito ecológico”

A humanidade está vivendo de crédito ecológico desde o dia 22 de agosto. Neste dia, alcançamos o que a ONG Global Footprint Network chama de “Global Overshoot Day”, o “Dia do Excesso Global”. Isso significa que, nos primeiros oito meses do ano, os seres humanos esgotaram a totalidade dos recursos que a Terra é capaz de produzir ao longo do ano. Desde a década de 70, os seres humanos estão vivendo muito acima de seus meios. para manter o nível de vida atual seria preciso um meio planeta suplementar. O artigo é de Eduardo Febbro, direto de Genebra.

Continuar lendo

O direito de existir dos demais seres vivos

RETIRADO DO BLOG do sr. Luis Nassif

-x-x-x-x-x-x-

É preciso reconhecer direitos dos seres vivos

Cientistas ampliam o foco da crise ambiental, tirando do centro mudanças climáticas. Estoque de biodiversidade no mundo sofreu perdas irreparáveis pela ação predatória do Homo sapiens

Por Lilian Milena, do Brasilianas.org

O Centro de Resiliência de Estocolmo (Stockholm Resilience Centre), formado por 28 cientistas, dividiu a crise ambiental em dez problemas a serem solucionados – um deles, apenas, se trata do aquecimento global. O objetivo foi ampliar o debate, tirando do foco as mudanças climáticas, consideradas por muitos fora do alcance e das responsabilidades humanas.

O grupo também desenvolveu o conceito de “espaço seguro de manobra”, ou espaço seguro de ação, para que a humanidade solucione as crises ambientais divididas em dez grandes tópicos, sendo que em três deles já teríamos rompido o espaço de manobra, ou seja, não há mais como reverter os processos de perda. São eles o estoque de biodiversidade e o ciclo de nitrogênio (sua aceleração em rios tem resultado na eutrofização, ou morte de plantas e animais). O processo de mudanças climáticas, defendido pelo grupo como de responsabilidade humana, está próximo de perder qualquer possibilidade de reversão.

Continuar lendo