O Homem Transcendente


O TEXTO ABAIXO foi retirado do Blogue do Luis Nassif – com a colaboração de Stanilaw Calandreli

O Homem Transcendente

O Trabalho E As Idéias Do Futurista Ray Kurzweil

From Voanews/DigitalFrontiers

Há um momento próximo do final de “O Homem Transcendente,” um novo documentáriosobre o futurista Ray Kurzweil.  A câmera segue Kurzweil para a margem da água, enquanto ele observa silenciosamente o vai e vem das ondas do mar. “No que você está pensando?” pergunta uma voz fora da câmera.  “Eu estou pensando sobre computação”, diz ele, sorrindo.

Ray Kurzweil não é um homem fácil de entender.

E nem são, também, suas idéias sobre o futuro, que estão totalmente articuladas em seu mais recente livro “The Singularity Is Near.“. Há tempo um inovador no campo da ciência do computador e reconhecimento de padrões. Voltou sua atenção para a genética, nano tecnologia e inteligência artificial e quando perguntado: ‘O que vem a seguir?’

Suas respostas podem ser confusas e um pouco irritantes…….  Apenas algumas:

  • “Nós reprogramaremos nossa genética sem doenças e sem envelhecimento.”
  • “Nós teremos elementos com o tamanho de uma célula de sangue, que entrarão em seu cérebro e nos permitirá mesclá-lo com inteligência não biológica”.
  • “Daqui a 20 anos um computador será capaz de se comparar com a inteligência humana e ultrapassá-la”.
  • Nós interagiremos com estas máquinas, que serão aptas a fazer o download de nossa memória, e como efeito viveremos eternamente.

Tudo isso e mais…. Pelo ano 2029. Bem vindo à Singularidade.

A chave para entender estas e muitas de suas outras previsões é o conceito do crescimento exponencial e o que Kurzweil chama de “Lei dos Retornos Acelerados”:

“A natureza do progresso tecnológico é exponencial. Se eu contar 30 etapas linearmente – 1, 2, 3, 4, 5-Eu chego a 30.  Se eu contar exponencialmente – 2, 4, 8, 16 – 30 etapas mais tarde, eu estou em um bilhão.  Isso faz  uma dramática diferença.”

Crescimento exponencial, diz ele, produz resultados extremamente poderosos em períodos de tempo cada vez mais curtos.  Os exemplos estão em torno de nós:

“A quinta essência dos exemplos são os computadores… geralmente no caso de computadores, eles dobram a potência para o mesmo custo em menos de um ano.   Quando eu era estudante nós compartilhamos um computador que custou dezenas de milhões de dólares e ocupava um edifício.  O computador que eu tenho no meu cinto agora é um milhão de vezes mais barato e mil vezes mais poderoso.  Isso é um aumento de um bilhão de vezes na performance do preço.  Então, vamos repetir o feito nos próximos 25 anos.”

As previsões de Kurzweil podem parecer fantásticas, mas ele tem um incrível registro histórico.  Décadas atrás, ele previu a queda da União Soviética, o desbloqueio do genoma humano e o ano em que um computador bateria um humano no jogo de Xadrez (ele estava certo em todos os três casos).

Agora ele está prevendo que avanços rápidos na ciência do cérebro vão render exponenciais avanços em inteligência artificial.  “Singularidade” é, para Kurzweil, aquele momento quando máquinas pensam como seres humanos.

“O cérebro humano não é muito eficiente com computação”, diz Kurzweil.  Eletrônicos são milhões de vezes mais rápidos.  Uma vez que os pesquisadores compreenderem totalmente o funcionamento do cérebro, serão capazes de construírem máquinas usando os mesmos princípios.  Muito rapidamente, diz ele, os cérebros de máquina se tornarão muito mais inteligentes do que o cérebro humano que os inspirou:

“Nós estamos obtendo ganhos exponenciais em compreender o cérebro humano. Há realmente uma boa quantidade já compreendida e estamos conseguindo o que chamamos de algoritmos biologicamente inspirados– métodos que são inspirados por como o cérebro faz as coisas”.

Nós estamos entendendo como o neo-córtex pode pegar um monte de símbolos, chamar aquilo de uma idéia e dar a isto um símbolo, e usá-lo com outros símbolos para criar outra idéia, e dar a ela um nome e criamos uma hierarquia total”.

Esta tem sido uma progressão exponencial que tem acontecido nos últimos 125 anos. “Qualquer coisa que tenha a ver com informação – experimenta esse mesmo crescimento exponencial.”

Com crescimento exponencial em capacidade, cada vez mais se parece com o pensamento humano.  Embora, nenhum computador ainda passou no teste de Turing, eles estão chegando mais perto a cada ano que passa. “E apenas nos últimos meses, “Watson” –  o computador IBM que venceu os seres humanos no game-show ‘Jeopardy!’ – demonstrou o que Kurzweil denomina uma “incrível habilidade” para compreender as sutilezas da linguagem humana natural”:

Ele entende as questões de linguagem natural – esses tipos de expressões breves e complicadas da linguagem que são as respostas para o Jeopardy! – Portanto ele tinha todo este conhecimento.  Ele reconhecia os reis da Espanha do século XV e milhões de outras coisas.

Como ele conseguiu esse conhecimento?  Isso não foi alimentado a colheradas por todos esses cientistas; eles não sentam lá e criam um banco de dados.  Eles apenas despejaram da Wikipédia, enciclopédias e centenas de milhares de páginas de documentos da linguagem natural. “ Watson leu e entendeu tudo isso, compreendeu a linguagem natural e criou esta base de conhecimento exatamente como um ser humano faria.”

É lógico, existe um amplo espaço no conhecimento e inteligência humana.  Algumas pessoas são verdadeiros mágicos matemáticos, algumas são compositores brilhantes e algumas têm o dom da empatia.  Mas… Algumas são preguiçosas, roubam bancos ou chutam filhotes.

“Bem, realmente tem que ser um tolo para chutar um filhote,” diz Kurzweil, “e não muito inteligente para roubar um banco. Nós vamos tentar ensinar às máquinas as nossas melhores qualidades e as atividades mais inteligentes dos seres humanos.”No entanto, ele reconhece, não há nenhuma garantia na  Singularidade.

Chame os de super computadores, máquinas inteligentes ou IAs (Inteligência Artificial). O ponto de Kurzweil é que eles virão muito em breve, e que a humanidade irá mesclar se com eles.

“Nós vamos ter células brancas robóticas no sangue que são mais espertas do que suas células brancas do sangue de hoje. Por exemplo, elas vão descobrir que o câncer é um inimigo – suas células brancas sanguíneas de hoje, pensam que é você o inimigo. Elas irão para dentro de seu cérebro e o colocarão no modo nuvem computacional.”

2029 não é muito longe, mas neste momento, pelo menos, parece que os computadores têm um longo caminho a percorrer.  Cérebros humanos podem ser lentos, mas eles ainda são as únicas coisas que sabemos terem autoconhecimento.  Computadores podem conduzir carros, mas eles não podem decidir onde querem ir.  Eles podem diagnosticar uma doença, mas não podem consolar um paciente nervoso.  Computadores não podem escrever piadas… ou se eles podem, eles não podem rir.

Esta inteligência emocional – compartilhar uma piada, derramar lágrima – é exatamente o que humanos fazem e que IA não pode. No presente. Mas, Kurzweil diz, logo poderão.

“Essa inteligência emocional tipo de – sentir amor, atração sexual – são realmente comportamentos de inteligência muito complicados. E é exatamente onde os seres humanos realmente ainda excedem. Quando eu digo que os computadores vão passar no teste de Turing e se igualar a inteligência humana em todas estas formas diferentes, isto é exatamente sobre o que estou falando. Porque se nós apenas estávamos falando sobre inteligência lógica, computadores já são mais inteligentes do que nós.”

Há perguntas que nenhum futurista ou tecnólogo pode responder totalmente.  Perguntas como: vai um computador verdadeiramente experimentar o que parece à experiência?  Ou será apenas uma simulação fantástica – e como seremos capazes de narrar?

“Não há nenhuma maneira objetiva para determinar realidade subjetiva… mas também não é uma questão que não podemos ignorar. Debateremos isso com máquinas.  Minha previsão é que vamos aceitar que eles são conscientes, porque eles vão ser bem convincentes.   De qualquer forma, eles vão ser muito inteligente, não vamos querer deixá-los zangados conosco.  Então nós vamos acreditar neles quando eles disserem que estão zangados ou que eles nos amam.”

A humanidade pode não ter muito tempo para decidir. 2029 está chegando.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s